domingo, 26 de julho de 2009

Aumento da execução de cristãos na Coréia do Norte




O governo de Kim Jong II aumenta o cerco aos cristãos na Coréia do Norte e alguns tem sido executados em lugares públicos, segundo ativistas sul-coreanos. Ao ser pega distribuindo bíblias uma mulher foi executada publicamente e até seus pais, marido e filhos foram enviados para campos de concentração para fazerem trabalhos forçados. A Coréia do Norte é um país comunista, intolerante a respeito de religião que é tida como adversária do governo. O país tem sofrido com o estreitamento dos laços das relações internacionais principalmente dos Estados Unidos, Japão e Coréia do Sul, devido aos treinamentos militares usando mísseis de longo alcance e testes nucleares feitos no subterrâneo.

A Coréia do Norte está passando por uma transição em seu governo o sucessor de Kim Jong II será o seu terceiro filho Kim Jong un de 25 anos, já que o pai está enfrentando um cancro no pâncreas, aos 67 anos de idade, a taxa de sobrevivência a este tipo de cancro é de 5,5% segundo especialistas.

Segundo informações disponíveis na internet estimasse que atualmente existam 30.000 cristãos Norte coreanos praticantes secretos do cristianismo em seus lares, possuir uma bíblia na Coréia do Norte é perigoso e pagasse com a própria vida.
Motivos de oração:
  • Abertura ao cristianismo;
  • Salvação, menos de 2% da população é cristã;
  • Pela paz, encerramento da corrida nuclear;
  • Pelo sucessor ao governo;
  • Pelos missionários.

3 comentários:

Voarás disse...

Muito boas as informação sobre a Igreja Perseguida. Em nossa igreja estamos sempre orando junto com O ministério POrtas Abertas. NO Brazil somos priviligiados. Deus abençoe.

Laura Pinheiro disse...

estarei orando, que Deus os fortaleça em Cristo!

Ame Missões disse...

Temos que orar por esse povo para que Jesus tenha misericórdia e derrube esses políticos usados pelos demônios, que proíbe a entrada do evangelho no pais.